sexta-feira, 25 de julho de 2008

Sir!!

Tenho sido um pouco faltoso com minha parte aqui no blog, hora de comentar de novo...
Já vinha pensando em fazer uma homenagem a esse ilustrissimo músico, agora parece ser uma boa hora! A maioria de suas músicas são praticamente dedicadas à continuidade da espécie humana. Explico: Suas músicas são tão envolventemente belas e sedutoras que pelo menos metade das pessoas nascidas após 22 de março de 1963 foram criadas sob alguma influência delas...
Ladys and fucking gentlemen, ovacionem Sir Paul McCartney!!!! Sim, ele é um dos músicos mais impressionantes que eu já escutei, suas músicas são tão boas que quase dá para tocar, cheirar, degustar...
Resolvi coloca-las agora aqui pois estavam influênciando uma investida minha, recém fracassada, porém elas ainda parecem ter tudo a ver com o sentimento no ar...

My Love & Maybe I'm Amazed
(Reparem em 1:26, como ele ainda faz isso aos 65???)

Eleanor Rigby
(Ritmo forte, letra forte, sensação de ser empurrado para a frente... Se necessitar fazer algo grandioso, arriscado, esse é o tema!)

Calico Skies
(Escutar essa música é a mesma sensação de abraçar uma namorada que não se vê a dez anos...)

Não tentem fazer isso em casa, crianças:
She's Leaving Home
(A música fala de forma forte sobre amor, não estranhamente, ela nos remete a fazer amor ao crepúsculo do sol ao som de passaros, numa casa isolada, cercada pela natureza)

The Long And Winding Road
(É, a primeira palavra soou estranha, né??? Quem compoe uma música igual levanta a mão...)

Band On The Run
(Mais uma da série: como ele ainda canta essa no tom original aos 65 anos?)

Let Me Roll It

I've Got A Feeling
(Reparem como a parte composta pelo John é cuidadosamente cantada e INTERPRETADA pelo Baterista !?!)

Drive My Car

(Mais sessentista)

Flaming Pie
(.... HU!...)

Let 'em In

(Uma das músicas que quase me fez comprar um piano, com a conta caindo de cabeça para o Mar Vermelho...)

Blackbird
(Tocar sozinho para 350mil pessoas, errar e ainda falar q vai recomeçar pq errou: tem que ter cojones, amigos)


Para deixar mais claro meu sentimento: eu não considero como gente quem não gosta do Paul, PONTO

Hope you all enjoy!

3 comentários:

Tatiana disse...

Caro Fernando, concordo com vc que quem nao gosta do Paul nao é gente!!!rs, mas gostaria de adicionar um pensamento meu ao seu...quando ouvimos qualquer uma de suas músicas nos emetemos inexoravelmente ao nosso interior, assim sendo traduzindo particular e sensivelmente conforme nossos próprios "filtros" internos (aliás, como em tudo), o que faz dele um genio é que todos nós independentemente de nosso backround sentimos o mesmo....valeu por me lembrar....beijao
Tatiana

Cabral disse...

Ahhh, ele apavora! Você nem precisa discutir o indiscutível!

Tenho apenas uma canção para incluir no seu setlist. Segue o link:

http://br.youtube.com/watch?v=PTQhpIa3xH8

Na minha opinião, essa música exala a essência do mestre Paul, que me faz pensar na pureza das coisas e principalmente no meu interior, como a Tatiana comentou.

Essa é minha canção predileta! Jenny Wren!!

NonsenseTele disse...

Olá!
Muito obrigado pelos comentários, Tatiana e Cabral!!! =)
E também por me mostrar esta música, eu não a conhecia, mas gostei bastante!! Muito Obrigado!
Tele